Português Italian English Spanish

Prefeitura da Cidade de São Paulo autoriza contratação de professores temporários

Prefeitura da Cidade de São Paulo autoriza contratação de professores temporários


Cerca de mil professores poderão ser contratados temporariamente para atuarem nas Unidades Municipais

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, autorizou na última sexta-feira (29/11) a contratação emergencial de professores de Educação Infantil e Fundamental I e de professores de Educação Fundamental II e Ensino Médio. A contratação é pelo período máximo de um ano e as inscrições estarão abertas de 3 a 13 de dezembro.

A autorização vem suprir as necessidades de docentes para regência em sala, sobretudo pelo afastamento de professores titulares por licença médica.

Para a função de professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I são 300 vagas e as inscrições poderão ser feitas nas Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs), Centros Municipais de Educação Infantil (CEMEIs), Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs), Escolas Municipais de Educação Bilingue para Surdos (EMEBSs) e Escolas Municipais de Ensino Fundamental e Médio (EMEFMs).

Para a função de professor de Ensino Fundamental II e Médio são 700 vagas e as inscrições poderão ser feitas pessoalmente, ou por procuração, nas EMEFs, EMEBSs e EMEFMs, das 9h às 16h.

O docente com formação em mais de uma disciplina, poderá se inscrever em cada uma delas, separadamente.

O cadastro não é a garantia da contratação e os professores ficarão à disposição das Diretorias Regionais de Ensino (DREs), sendo chamados a partir da classificação final, a ser divulgada em 6 de janeiro de 2020. A classificação conta o tempo prévio de magistério municipal em São Paulo e docência em outras instâncias e cidades.

Entre as exigências o candidato deve ser brasileiro, ter no mínimo 18 anos, apresentar o diploma registrado da habilitação, acompanhado do histórico escolar, de acordo com sua especificidade, no caso do sexo masculino estar quite com as obrigações eleitorais e militares, gozar de boa saúde física e mental, não sendo portador de deficiência incompatível com a função de docência e ter boa conduta.