Português Italian English Spanish

Alunos de colégio na Mooca se organizam para tocar Beatles em lar para idosos em Guarulhos

Alunos de colégio na Mooca se organizam para tocar Beatles em lar para idosos em Guarulhos

Data de Publicação: 24 de outubro de 2019 12:48:00
Ação faz parte do projeto “Fases da Vida”, em que estudantes do Colégio Santa Catarina e residentes do Lar Madre Regina trocam visitas e experiências

No dia 18 de outubro de 2019, das 14 às 16 horas, 15 alunos do Colégio Santa Catarina da Mooca, foram visitar os residentes do Lar Madre Regina (LMR), casa para idosos em situação de vulnerabilidade em Guarulhos.

A iniciativa faz parte do projeto “Fases da Vida”, criado em 2018, no qual crianças e adolescentes da escola e os idosos do Lar trocam experiências durante visitas agendadas ao longo do ano nas duas Instituições.

No mês passado, os idosos estiveram no Colégio, foram acolhidos pelas crianças e realizaram diversas atividades em conjunto, sem interferências pedagógicas. Agora, como forma de retribuição, estudantes do 4° e 5° ano do período integral e alunos do Ensino Médio tiveram a ideia de levar ao LMR a “Banda da Escola”, grupo de alunos que tocam diferentes instrumentos e se apresentam nos eventos do Colégio, como a Mostra Cultural, a Festa Junina e o Dia dos Avós.

A ideia foi passar uma tarde alegrando a rotina dos residentes com muita música e diversão. Não à toa, os jovens decidiram tocar músicas dos Beatles, banda inglesa considerada a maior da história, e que marcou muito quem viveu a juventude nos anos 60.

Aprendizado mútuo

O objetivo do projeto “Fases da Vida” é que diversas gerações possam refletir sobre suas percepções da velhice. O LMR adota uma filosofia de envelhecimento ativo, em que os residentes são incentivados a levar uma vida autônoma, e a equipe multidisciplinar, formada por geriatras, psicólogos, assistentes sociais e outros profissionais, sempre questiona o que os idosos desejam, os colocando no centro do cuidado.

De acordo com o diretor executivo do Lar Madre Regina, Sérgio Vallim, é possível aliar atividades pedagógicas, culturais e recreativas em uma relação intergeracional. “Na troca com idosos, os jovens percebem que podem se tornar cidadãos participativos e conscientes do curso natural da vida. Em contrapartida, as crianças contam da sua realidade tecnológica e mantém os idosos bem informados. Após as visitas, nossos residentes voltam muito motivados, porque se sentem úteis”, afirma o diretor.

Cidadania em sala de aula

O Colégio Santa Catarina tem entre seus projetos pedagógicos no Ensino Fundamental I – que abrange do 1º ao 5º ano – um projeto chamado Formação a Cidadania, desenvolvida pela Pastoral Escolar. Neste segundo semestre, cada turma está abordando em aula um dos valores de Madre Regina: acolhida, respeito, fraternidade, tolerância e solicitude.

Segundo a coordenadora da Pastoral, Simone Lima, essas atividades motivaram os alunos a fazerem algo especial pelos idosos. “Esse momento foi oportuno para trabalharmos com as crianças a importância do ‘ser para o outro’, relação que deve ser gratuita, sem interesses, e sempre buscando relações de empatia”, conta. Aluno do 4º ano do Fundamental I, Vinicius Guimarães guarda na memória o dia em que os residentes do Lar foram à escola. “Foi uma tarde muito diferente. Adoramos receber os idosos no Colégio e estamos ansiosos para ir até o Lar”, lembra o estudante.

Tanto o Colégio Santa Catarina quanto o Lar Madre Regina fazem parte da Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), instituição filantrópica que atua em Saúde e Educação voltados para Assistência Social em seis estados brasileiros, tendo 73% de atendimentos médicos realizados pelo SUS e 20% de alunos com bolsas integrais. A rede tem como visão oferecer cuidado em todo o ciclo da vida: as crianças nascem nas maternidades, recebem a primeira formação nas escolas, os adultos cuidam da saúde nos hospitais, e os idosos são acolhidos nos lares.

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário