Português Italian English Spanish

Empresa italiana AlmavivA pode comprar o Juventus

Empresa italiana AlmavivA pode comprar o Juventus


AlmavivA aguarda assembleia de conselheiros para efetuar compra de 90% do Juventus.

O Juventus, pode ser adquirido pelo grupo italiano AlmavivA.

A compra pela empresa de contact center prevê um intercâmbio de gestão com dirigentes italianos e o aluguel do estádio da Rua Javari para exploração comercial.

O interesse no Juventus é pelo fato de o clubeter no Brasil é uma marca ligada à Itália.

Em função disso, a empresa pretende elaborar um plano para promover maior integração entre o time e o bairro da Mooca.

O CEO da AlmavivA, Marco Tripi, tem relação com pessoas envolvidas com o time de futebol Roma, entre eles o italiano Francesco Totti e os brasileiros Aldair e Cafu.

A AlmavivA pretende comprar 90% das ações do time paulista, que ficaria com as 10% restantes.

A empresa não poderá reformar áreas tombadas pelo poder público, mas criará espaços para camarotes e eventos institucionais e promocionais.

O Juventus está com assembleia aberta até o dia 31 de janeiro para que seja votada a transformação do clube numa Sociedade Anônima do Futebol (SAF).

Se aprovada a venda, não haverá mudanças no nome nem na identidade visual da equipe.

O Juventus atualmente disputa a segunda divisão do Campeonato Paulista e não participa de divisão no Brasileiro. 

Quinto maior grupo privado italiano em número de empregados pelo mundo, a Almaviva conta com aproximadamente 45 mil funcionários, sendo 10 mil na Itália e 35 mil no exterior, incluindo o Brasil. Em 2020, o grupo faturou 891 milhões de euros – cerca de R$ 5,7 bilhões.