Português Italian English Spanish

Polícia Federal encontrou e-mail que indica pagamentos suspeitos à esposa do Governador Witzel

Polícia Federal encontrou e-mail que indica pagamentos suspeitos à esposa do Governador Witzel

Data de Publicação: 26 de maio de 2020 14:12:00

A Polícia Federal encontrou um e-mail que indica pagamentos suspeitos a Helena Witzel, esposa do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Ela é peça importante na investigação que culminou na operação Placebo, nesta terça-feira (26). A informação é da revista Veja.

A PF cumpriu hoje mandados de busca em endereços do governador por suspeita de fraudes e indícios de desvios de recursos públicos nas ações de combate à pandemia do novo coronavírus. O esquema de corrupção envolveria uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde.

Na decisão assinada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Benedito Gonçalves que autorizou a operação, o nome de Helena Witzel aparece ligado ao do empresário Mário Peixoto, que também estaria envolvido nas fraudes.

Os investigadores dizem que “novo compartilhamento de provas proveniente da Justiça Federal do Rio demonstra vínculo bastante estreito e suspeito entre a primeira-dama do estado e as empresas de interesse de M.P. (Mario Peixoto), em especial o contrato de prestação de serviços e honorários advocatícios entre seu escritório de advocacia e a empresa DPAD Seviços Diagnósticos LTDA”.

Em resposta à operação, Wilson Witzel afirmou que as ações da PF comprovam a interferência do presidente Jair Bolsonaro no órgão. “A interferência anunciada pelo presidente da República está devidamente oficializada”, disse, em nota, o mandatário fluminense.

 

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário