Português Italian English Spanish

O Exótico Pastor Bergamasco

O Exótico Pastor Bergamasco


Há mais de dois mil anos os comerciantes fenícios levaram para a Europa cães pastores de bom pelo que se localizaram inicialmente na Toscana, onde originaram o Pastor Maremático, e sucessivamente no norte da Itália (Vales Bergamascos) onde se iniciou a seleção do Pastor Bergamasco.

De porte médio e aspecto rústico, tem aproximadamente 60 cm de altura e pesa entre 32-38 kg. A fêmea terá uma altura de 56-58 cm e pesará ao redor de 30 kg. O comprimento total da cabeça atinge 4/10 da altura à cernelha, enquanto o comprimento do focinho é igual ao do crânio. Nariz preto com narinas bem abertas, volumosas e úmidas; maxilares bem desenvolvidos; mordedura em tesoura; olhos marrons em harmonia com a cor da pelagem; orelhas triangulares, pendentes; cauda baixa, grossa, afinando em direção à ponta. Pernas musculosas e fortes; pés ovais com unhas negras bem curvas. A pelagem deve ser formada de pelo abundante longo, grosso, rústico e ondulado. Os flocos partem do dorso e recaem sobre as laterais do tronco, enquanto, no focinho, o pelo é menos grosso e cai até cobrir completamente os olhos. A pelagem grosseira e emaranhada constitui uma defesa segura contra a chuva e o frio. Todavia é preciso lavá-lo muito bem algumas vezes por ano, sem desembaraçar os nós que, definitivamente, constituem toda sua beleza. Cor cinza com manchas em todas as graduações, ou completamente negro opaco. O branco total, ao contrário, deve ser considerado um defeito.

Profundamente bom, respeitoso, fiel, prudente, trabalhador, inteligente, de grande memória, corajoso, adaptável às acomodações rústicas e à alimentação frugal. Sua teimosia de montanhês pode ser suavizada por um dono que saiba se impor.

Pela constituição física e pelos dotes morais, é considerado o cão pastor por excelência. Ama o rebanho e sabe impor-se às reses com muita energia, resistindo a todo tipo de intempérie. Mas com um mínimo de adestramento pode tornar-se um cão de guarda (principalmente em fazendas e jardins), de defesa pessoal, auxiliando os bombeiros em situações dramáticas, como o incêndio e o terremoto. Também como cão de companhia distingue-se pela doçura e o afeto que sabe dar aos donos. Não é, porém, adequado para a vida em apartamento.